sexta-feira, setembro 16, 2005

(f)ilha, eternamente

São Tomé e Príncipe, uma ave pousada no arco do mar

Sempre a vi como uma ave, mais exactamente um ser voador, borboleta, libelinha, pirilampo ou vaga-lume. Por isso lhe sigo o voo e a coragem, sempre à procura de encontrar o paraíso. Pratica a vida on-line o off-line em qualquer lugar e latitude. Sobra-lhe talento, mas distrai-se pelo caminho das conchas, na beira do mar. Por isso os seus dias são curtos, e as noites avançam até às madrugadas intermináveis. (f)ilha, eternamente
16 de setembro de 2005

2 comentários:

lfa tai chi blog disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
bisc8 disse...

ai mae. custa-me sempre tanto deixar mensagens lamechas e isso. mas depois de ver o despropósito do outro comentário que deixaram, nao pude passar aqui sem dizer nada. qual tai chi? quem é o john?isto é spam mãe! a foto tá linda na mesma! luv u pati